Som Nosso de Cada Dia

Formado em 1970 com o nome Cabala, o brasileiro Som Nosso de Cada Dia lança um primeiro mítico álbum quatro anos depois, na mesma época dos inesquecíveis shows de abertura que fez para a turnê brasileira do Alice Cooper (um total de cinco shows, no Rio e em São Paulo, com cerca de 140 mil pessoal). Gravado em 1973, "Snegs" é um marco no progressivo nacional, apesar da produção pobre que prejudica a sonoridade das composições.
Com a saída de Manito, que entraria para o Mutantes depois do abandono de Arnaldo Baptista, O Som Nosso incorporaria à sua formação dois novos membros: Tuca (teclados) e o ex-Moto Perpétuo Egídio COnde )guitarra). Manito participaria ainda de alguns shows como músico convidado. Esse novo Som Nosso lançaria então, pela CBS, um, segundo LP com *a pedido da gravadora) uma linha mais funk. Apesar de conseguir algum sucesso com a concessão, a banda não passaria daquele ano.
"Snegs" seria relançado em CD, em 1993, pela Progressive Rock Worldwide. O grupo reuniu-se especialmente para gravar a bonus-track do CD, "O guarani", livre adaptação da composição de Carlos Gomes." (ERP)

Músicos:
Manito - sintetizadores, violino, flauta, sax e voz
Pedrinho - vocal
Pedrão - baixo

Discografia:
Snegs - 1974 - Continental / PRW - 1993
Som Nosso (sábado/domingo) - 1977 - CBS

Som

Voltar