LONELY ROBOT - PLEASE COME HOME

Início

Lonely Robot - Please Come Home

 

 

Ano: 2015

País: Inglaterra

Gravadora: Inside Out

Estilo: rock, pop, aor, progressivo

Sítio oficial: no facebook

Comentários:
 

John Mitchell retorna em um novo projeto solo, onde procura dar vida ao seu lado mais alternativo como guitarrista. Muitas faixas deste trabalho são um pouco mais pesadas ou também pendem para o AOR, mas o progressivo faz-se presente em quase todas elas. As letras são bem inteligentes e o encarte possui ilustrações interessantes (fotos de Rebecca Need-Menear, com ilustração de Paul Tippett). É um ótimo CD para você colocar no carro e cair na estrada. Neste CD, Mitchell toca guitarra, baixo, teclados e também canta. Na bateria temos Craig Blundell e também Nick Beggs tocando baixo em algumas músicas.

 

As três últimas faixas são versões alternativas. Algumas ficaram superiores às originais, como Humans Being, onde Steve Hogarth comanda o piano e vocais de apoio.

 

(Cesar Lanzarini)

disco legal

Músicas

Avaliação

Outros comentários sobre este CD?

Airlock - faixa instrumental com piano abrindo e posterior bombástica guitarra (belo desfile técnico por sinal) e bateria.
God vs Man - primeira faixa com (ótimos) vocais sendo que a música alterna peso com passagens mais melódicas. A letra mostra uma alegoria da evolução humana.
The Boy in the Radio - a faixa me lembrou muito o trabalho de Mitchell no Kino.
Why Do we stay? - a primeira balada do CD. Boa participação da ex-Mostly Autumn Heather Finlay com belo piano do vocalista do Marillion Steve Hogarth.
Lonely Robot - a música mais longa do CD (cerca de 8 minutos), em alguns momentos um pouco pesada mas bastante dinâmica.
A Godless Sea - faixa em memória de D. Crowhurst. Belos solos de guitarra e muita dinâmica na bateria e teclados. Outra entre as melhores do CD.
Oubliette - a letra é interessante. Novamente boa presença de vocal feminino (Kim Seviour). O riff da guitarra gruda logo de início.
Construct/Obstruct - uma das melhores faixas do CD. Guitarra matadora!
Are We Copies? - outra faixa um pouco mais pesada.
Humans Being - humanos sendo humanos! Outra balada do CD, muito boa música por sinal.
The Red Ballon - voz e piano. A faixa parece ter sido retirada de um disco do Peter Gabriel.

Composição/músicas - Bom

Produção/gravação - Bom

Músicos: textoBom

Arte/Encarte: Bom

 

Confira no site Progbrasil outras opiniões sobre este CD, bem como de outros lançamentos!


: