Far Corner - Same - Cuneiform Records - 2004

foto: Ralf Peterson - Wild Life

A Cuneiform segue na busca de bandas que mesclem a música camerística com o rock, e segue com sucesso. A nova descoberta chama-se Far Corner, um quarteto de Milwaukee, no estado de Wisconsin. O grupo apresenta compoisções cuidadosamente arranjadas e ao mesmo tempo tem a capacidade de gravar uma suíte que na verdade é uma jam no estúdio. O resultado é impressionante. Alguns toques de jazz também são percebidos nesta verdadeira "salada" composta por Stravinsky, bartok, ELP, Univers Zero e King Crimson. Os músicos são todos competentíssimos, sendo graduados nas melhores escolas clássics da região. No estilo, é um dos melhores CDs de 2004. (Cesar Lanzarini)

Far Corner é aquela banda feita para quem gosta de progressivo sinfônico, rock pesado e Rock in Opposition. Formada em Winscosin, EUA, no início de 2003 por Dan Maske, teclados, Angela Schmidt, violoncelo, Craig Walkner, bateria e William Kopecky, baixo, sendo os três primeiros músicos treinados classicamente e possuindo experiência em música contemporânea, música de câmara e orquestra sinfônica. Dan Maske escreveu sua tese de doutorado em música contemporânea e usou como um dos focos a música do Univers Zéro, mas também é admirador do progressivo sinfônico. William Kopecky já recebeu alguns prêmios de melhor baixista do Winscosin e apareceu em tournées mundiais com as bandas Kopecky, Parallel Mind, The Par Lindh Project e Tempest, entre outras. Podemos perceber que o pessoal do Far Corner tem alto gabarito e citam como influências principais ELP, King Crimson, Univers Zéro, Stravinsky e Bártok. Para os meus ouvidos o Far Corner lembra o som do Anekdoten, sem a guitarra Frippiniana, com teclados ala Vittorio Nocenzi, com o piano marcante do Present e temas pesados e intrincados como os das bandas Alamailman Vasarat ou Univers Zéro. Dan Maske abusa de sua técnica explorando ao máximo a combinação de piano, Hammond e sintetizadores. O CD contem dez faixas que variam entre 5 e 17 minutos onde todos esses elementos se misturam sem exagero ou sem cair no óbvio. Em Silly Whim, a influência do progressivo sinfônico é grande e o uso, com maestria, da alternância de piano, Hammond e cravo dão um toque muito especial a música. Em The Turning, tema contemporâneo, com um pé no jazz, o único teclado usado é o piano, que lembra Keith Emerson em suas peças devotadas a esse instrumento, mas evolui para um tema jazzístico com muito charme, dando bom espaço ao acompanhamento do cello e do baixo. O destaque fica para as duas suites de 17 minutos, Something Out There e Fiction. A primeira começa com movimento bastante complexo com destaque para piano e percussão, que são acompanhados por incursões de baixo e cello; o segundo movimento é dominado pelos solos de Hammond, baixo e depois cello; terminando a música com uma parte experimental, dominada novamente por piano e percussão. Fiction fecha o CD com chave de ouro, começando com tema dominado pelo piano e cello que dão lugar ao lindo solo de flauta da convidada Heather Schmidt; a parte central da música é mais sinistra e dominada pelo baixo e piano que lembra o Univers Zéro em Combat ou Toujour Plus a L'Est, embora as passagens com mellotron e cello nos remetam à sonoridade do King Crimson e Anekdoten; o final da suite deve deixar os fãs dos medalhões italianos, como BMS ou PFM, bastante contentes, pelo uso do Hammond com maestria e força. Recomendado quem gosta de um bom rock progressivo e que não tem medo de passagens complexas e atonais (Renato de Moraes).

Da esquerda para a direita: Angeal, Craig, Dan e William

Músicos:
William Kopecky - baixo, baixo sem trastes
Dan Maske - piano, Hammond, teclados e percussão
Angela Schmidt - violoncelo acústico e elétrico
Craig Walkner - percussão
Músicos convidados: Frederick Schimidt - clarineta e Heather Schmidt - flauta

Músicas:
01 - Silly Whim 4:54
02 - Going Somewhere? 5:01
Something Out There (17:17)
03 - I - 6:46
04 - II - 7:02
05 - III - 3:27
06 - With One Swipe of Its Mighty Paw 7:40
07 - Outside - 5:25
08 - Tracking - 6:33
09 - The Turning 7:39
10 - Fiction - 16:24

Avaliação:
Composição e músicas - Bom
Produção e gravação -  Bom
Músicos: Bom
Arte/Encarte: Regular

Bandas relacionadas: Alamaailman Vasarat, Present, Sotos e Univers Zero

Site: www.far-corner.com

Início - Resenhas