Aether - Visions - 1999 - Independente

 Mais uma banda do Rio de Janeiro (considerada a capital progressiva brasileira) que acaba de lançar o primeiro disco este ano. Produção totalmente independente comandada por Vinicius Brazil (colaborador de revistas voltadas para estúdios e afins e guitarrista). A banda (e principalmente Vinicius) tem um estilo próximo ao Camel/Andy Latimer, mas consegue colocar elementos modernos ao bom RP feito por eles (percurssão eletrônica e solos de violino em duas faixas). Destaque para The Altenburg Suite, que mostra todas as etapas de uma visita imaginária a este castelo e The Lake, com belíssimo solo de violino de Glauco Fernandes. Ouça e viaje neste excelente trabalho de estréia da banda. Em breve com site na RPB. Contatos: Vinicius Brazil.

Baja Prog 1998 - Musea - 1999

 O Baja Prog é um festival de Rock Progressivo realizado anualmente em Mexicali (México) e é organizado pela banda Cast. Por lá já passaram bandas que já conseguiram um destaque no mercado de RP (em 1999: Arena, After Crying, Quidam etc e em 1997: Lands End e Ekus). Em 1998 estiveram lá Minimum Vital, Ten Jinn, Iluvatar, Equinox, XII Alfonso, Puppet Show, Salem, Cruz de Hierro e Cast. Este registro mostra alguns momentos destas bandas (infelizmente Salem, Cruz de Hierro e Ten Jinn não estão presentes). Destaques: Iluvatar (Savant), Equinox (Lonely in My Dreams) e XII Alfonso (Anthem). Mais informações.

Forgotten Suns - Advanced Demo - 1999

 Portugal tem muito mais do que os fados, ora pois! Brincadeiras à parte, este é o demo CD da banda Forgotten Suns (referência ao Marillion?) chamado Fiction Edge. A qualidade está muito boa e com certeza este CD já deve ter caído nas mão de um selo maior. Ficamos na torcida para o lançamento  pois a banda faz um bom Neo-Progressivo, alterando andamentos pesados/marcados com trechos viajantes. Mais informações no próprio site da banda.

Sylvan - Deliverance - 1999

 O Rock Neo-Progressivo às vezes nos surpreende com trabalhos memoráveis (Collage - Moonshine é um exemplo) mas certas vezes aparecem trabalhos aquém de nossas expectativas. Este disco de estréia da banda alemã Sylvan é um exemplo. Muitos clichês e referências desnecessárias. Em compensação, os músicos não deixam a desejar e o trabalho gráfico do booklet é bem interessante. Aguardamos um segundo disco com músicas mais originais. Apenas para fãs do gênero.