Opus Est - Opus 1 - Musea Records - 2003

Banda criada em 1978 que tinha em sua formação o músico Kent Olofsson. Mais tarde ele se tornaria um compositor famoso na música contemporânea moderna, principalmente na música camerística e eletrônica. Este CD é um prato cheio para quem gosta de teclados analógicos (prestem atenção nos solos nas músicas Mirrorcle e Another Time) que dominam praticamente todo o disco juntamente com uma bateria dinâmica e um bom vocalista, que remete tanto Peter Gabriel e Peter Hammil em seus primeiros discos (pode desagradar alguns). Vejo nesta trabalho músicos muito bons, composições interessantes (letras em inglês no encarte, contando toda a história da banda) pequenas influências de Genesis e Yes (principalmente no baixo), mas a banda conseguiu criar um rock progressivo refinado com muitas quebras de andamento e energia constante. O LP foi lançado em 1983 e 20 anos depois esta versão em CD apresentas as músicas remasterizadas e conta ainda com três faixas extras, sendo uma ao vivo, todas gravadas.

Músicos:

Hakan Nilsson - voz
Leif Olofsson - teclados, órgão e piano
Anders Olofsson - bateria e percussão
Kent Olofsson - baixo, guitarra, violão e vocoder

Músicas:

The Bonfires 4:18
Ventis Rem Tradere 5:56 
A Walk After Dark 6:43
Times 8:39
Miss Gee 4:41
O What Is That Sound 7:40
If I Could Tell You 2:32
Mirrorcle 9:46
Another Time* 5:02
The Witness* 8:42
No Change of Place* 6:47

Avaliação:
Composição e músicas - Bom
Produção e gravação -  Bom
Músicos: Bom
Arte/Encarte: Regular

Discos relacionados: The Least We Can Do Is Wave to Each Other (Van Der Graaf Generator), Fragile (Yes)

Home - Resenhas